Competências da nova BNCC

As competências da nova BNCC para o ensino brasileiro em 2019

Com foco no desenvolvimento humano, profissional e educacional, a nova Base Nacional Comum Curricular estimula o pensamento crítico e o respeito ao próximo

Você conhece as Competências da nova BNCC, que começam a ser implementadas em escolas públicas e privadas em 2019?  

As Competências da nova BNCC definem o aprendizado essencial a que os alunos têm direito a adquirir e estabelece revisão dos currículos. Elas determinam a base da educação oferecida, orientando os caminhos pedagógicos que devem ser seguidos para um programa linear.

As dez competências fundamentais definidas pela BNCC foram definidas a partir dos direitos éticos e políticos dos brasileiros. Mas para que a sua escola aplique as competências da melhor maneira, você precisa compreender o que elas significam e como a prática funciona.

Nesse artigo, vamos listar cada uma delas e explicar o seu significado. Boa leitura!

O que é Competência, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)?

Competência, nesse contexto, é o conjunto de conhecimentos, habilidades, atitudes e valores que auxiliam no exercício da cidadania.

As Competências da nova BNCC mostram o que deve ser aprendido. São exemplos: exercitar a empatia, solucionar problemas, trabalhar em equipe e respeitar o outro.

Segundo o MEC, as 10 Competências da nova BNCC têm o objetivo de perpetuar no ensino uma comunicação integral. Pretende mobilizar conhecimentos, valores e habilidades, para o desenvolvimento do aluno como cidadão e qualificá-lo para o mercado de trabalho.

E na prática, como funciona?

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento oficial e é referência para a construção dos currículos de todas as escolas do país.. Ela define o aprendizado essencial a que os todos os alunos da educação básica (infantil ao ensino médio) têm de ter acesso.  

Através da orientação por competências, os alunos serão motivados a deixar sua posição inerte de recebedor de informação.

Eles agora devem propor e testar soluções em situações de verdade, ligadas à sua realidade, motivados a interagir.

O objetivo não é ter aulas específicas sobre cada competência. É mesclar a sua aprendizagem à de outras habilidades relacionadas às áreas do conhecimento do currículo escolar.

Quais são as 10 Competências da nova BNCC?

1. Conhecimento: Valorizar e utilizar os conhecimentos construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital.  

Motivo: Entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar com a sociedade. 

O que estimula: A análise de opções para melhores escolhas. 

2. Pensamento científico, crítico e criativo: Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem das ciências. Inclui-se a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade. 

Motivo: Investigar, elaborar e testar, formular e resolver problemas e criar soluções com base nos conhecimentos das diferentes áreas. 

O que estimula: A aquisição de novas habilidades e desenvolver o processo cognitivo.

3. Repertório cultural: Valorizar as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais. 

Motivo: Participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural. 

O que estimula: A consciência multicultural, a curiosidade e a experimentação.

4. Comunicação: Utilizar diferentes linguagens, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica. 

Motivo: Expressar e partilhar informações e experiências em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo. 

O que estimula: O acesso à diferentes plataformas e linguagens.

5. Cultura digital: Área relativamente nova na educação, visa compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação. Sempre de forma crítica, significativa e reflexiva. 

Motivo: Comunicar-se, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva. 

O que estimula: Contato com ferramentas digitais de forma crítica e ética. 

6. Trabalho e projeto de vida: Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências. 

Motivo: Entender as relações próprias do mundo e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida. 

O que estimula: Compreensão sobre o valor do esforço. Aprender a aceitar os outros como são ajuda a aprender a aceitar a si mesmo.

7. Argumentação: Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis. 

Motivo: Formular, negociar, defender ideias e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental.

O que estimula: Consciência sobre modos de expressão e reconhecimento de pontos de vista diferentes. 

8. Autoconhecimento e autocuidado: Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional. 

Motivo: Compreender-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com capacidade para lidar com elas. 

O que estimula: O reconhecimento de emoções e sentimentos, como influência de suas atitudes. 

9. Empatia e cooperação: Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação. 

Motivo: Promover o respeito ao outro e aos direitos humanos, e fazendo-se respeitar. 

O que estimula: O diálogo como em conflitos e aceitação da perspectiva do outro. 

10. Responsabilidade e cidadania: Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação. 

Motivo: Tomar decisões com base em princípios éticos, democráticos, sustentáveis, etc.

O que estimula: A preparação do indivíduo jovem para a vida adulta. Com autonomia e flexibilidade, ele pode tomar decisões de forma mais ética e responsável. 

De acordo com o MEC, não existe uma hierarquia entre as 10 competências da nova BNCC

Todas se complementam para garantir um desenvolvimento positivo na educação dos alunos. As novas diretrizes são a base da educação no Brasil, com a finalidade de elaborar um ensino linear.

Estas competências da nova NBCC devem ser trabalhadas em cada uma das áreas de conhecimento. De forma transdisciplinar, serão usadas em atividades nas aulas de Linguagens, Matemática, Ciências Humanas, Ciências da Natureza.

O aluno vai aprender a identificar problemas, compreender conceitos, propor soluções, interagir com os colegas de classe, argumentar e etc. São aprendizagens sintonizadas com as necessidades dos alunos, gerando maior engajamento.

Como as Competências da nova BNCC vão afetar o Ensino Brasileiro?

O acúmulo de conhecimento curricular não é o objetivo para a vida adulta. A nova e melhor intenção é o desenvolvimento de habilidades como a empatia, pensamento crítico e a comunicação.

As Competências da nova BNCC no ensino visam ao desenvolvimento humanizado, à redução da desigualdade e adequação à realidade.

A mudança na filosofia trará o foco para o desenvolvimento humano, profissional e educacional.

E você? O que acha dessa mudança para o ensino? Deixe sua opinião nos comentários.

GESTAO DEMOCRATICA

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente