captação de alunos

Captação de Alunos: você está fazendo da forma correta em sua escola?

Descubra as melhores formas de fazer a Captação de Alunos e saiba por que ela é tão importante para o crescimento da sua instituição de ensino.

Para que uma instituição de ensino se mantenha em pleno em funcionamento, não basta apenas fidelizar os clientes atuais – é preciso também que se capte novos alunos com regularidade e quantidade suficiente para que seu curso, escola ou creche cresça de maneira adequada e com um balanço financeiro positivo.

Além disso, o mercado de educação particular encontra-se cada vez mais competitivo. Ou seja: sua escola, mais do que nunca, precisa se destacar em meio a tantas opções, para que os novos estudantes escolham a sua instituição para compor o quadro de alunos.

Você sabe como fazer isso? Na sequência deste post, vamos mostrar alguns princípios básicos que vão ajudar na captação de alunos e consequentemente, ampliarão as possibilidades de novas matrículas para os próximos anos na sua escola.

Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe abaixo nos comentários.

Boa leitura!

Use a tecnologia a favor da sua escola

Sua escola está preparada para receber a geração mais conectada de todos os tempos? Uma pesquisa recente da Tic Kids mostrou que 80% da população brasileira entre 9 e 17 anos usam a internet.

Aos poucos, vimos a tecnologia deixar de ser uma tendência e se tornar requisito primordial para uma boa educação. Vivemos em tempos em que não se pode ignorar os avanços tecnológicos vistos no dia a dia. Bem como eles proporcionaram a criação de diversas ferramentas que facilitam o aprendizado nas escolas.

As grandes instituições de ensino fazem o uso de inúmeras ferramentas que vão desde jogos educativos para computadores, smartphones e tablets, até softwares de correção de provas e sistemas de gestão escolar.

Outro ponto importante é o fato dos estudantes de hoje demandarem muito mais por essas novas tecnologias. Nascidos sob a influência direta da internet e de dispositivos eletrônicos, a nova geração ganhou inclusive o apelido de “nativos digitais”.

Nada mais justo do que apostar nesses recursos para otimizar o aprendizado destes estudantes nas salas de aula, reter a sua atenção e interesse, e consequentemente, atrair novos alunos.

Conheça o seu diferencial

Esta dica vale para todo negócio que deseja se destacar entre os demais, principalmente em um “terreno” tão concorrido como é o mercado da educação.

Antes de começar a sua divulgação, pergunte-se:

  • Por que uma pessoa se matricularia ou matricularia seu filho na minha escola?
  • Qual é o meu diferencial em relação às outras escolas, cursos ou creches concorrentes?
  • Qual atributo desejo chamar atenção para meus potenciais novos alunos?

Você poderá observar diferenciais como:

  • Um bom índice de aprovação no vestibular
  • Um método pedagógico diferenciado
  • Ensino em horário integral ou uma creche com uma faixa de horário maior
  • Ensino de mais disciplinas
  • Menos alunos por sala de aula
  • Professores de excelência
  • O ensino bilíngue ou de uma terceira língua
  • Tecnologia e infraestrutura de ponta

Todos esses adicionais, quando adequadamente divulgados, costumam trazer resultados positivos para a captação de alunos.

Apenas depois de responder essas perguntas, comece a elaborar seu plano de marketing educacional.

Sua escola não tem um diferencial? Então, faça uma análise e escolha um para concentrar seus esforços e torná-lo claro tanto para quem está dentro da escola quanto para quem ainda vai chegar.

Propaganda: a alma do negócio para captação de alunos

Seja qual for o diferencial da sua instituição de ensino em relação às outras, é primordial que se saiba comunicá-lo. Ou todo esforço será em vão. Divulgar os resultados positivos é uma maneira de captação de novos alunos, que pode ser feita através de diferentes mídias, como:

  • Meios de comunicação tradicionais, como TV, rádios, jornais impressos, outdoor, busdoor, etc.;
  • Na Internet, através de um site bem-feito, com boa navegabilidade e informações atualizadas;
  • Redes Sociais, como o Facebook, com o propósito de funcionar como um canal de comunicação direto entre pais e pessoas interessadas na instituição de ensino. A página pode compartilhar conteúdos sobre educação, aprendizado, juventude e tudo o que tiver a ver com a proposta da escola.
  • Marketing de conteúdo: com um blog bem feito, é possível atrair interessados de forma orgânica, através de buscas feitas no google.

É muito importante que você tenha um site e redes sociais que passem uma boa primeira impressão para os interessados. Atualmente, a internet se tornou o cartão de visita das empresas. Antes mesmo de ir até a sua instituição, certamente os pais e alunos já pesquisaram informações sobre sua escola na internet.

Neste outro post, falamos sobre Marketing Educacional e como você pode usá-lo em sua instituição de ensino. Confira e tome nota das dicas!

Invista nos professores

As escolas mais bem avaliadas no Brasil têm na formação de seus professores um trunfo. E é isso que mantém a qualidade do ensino. Os professores são o elo entre o aluno e a coordenação pedagógica.

São eles os responsáveis pelo princípio básico de toda instituição: o aprendizado. Assim, o professor também precisa aperfeiçoar suas habilidades ao longo de sua carreira.

Por isso, as melhores escolas investem na formação continuada, ou seja, um processo em que o estudo por parte do professor não termina quando ele começa a dar suas aulas. Esse método inclusive é reconhecido pela ONU como um dos mecanismos para educação de qualidade, e faz do professor um verdadeiro agente de transformação social, gerando impacto direto na vida escolar e social dos alunos.

Traga os pais para dentro da escola

A chamada propaganda “Boca a Boca” é muito forte no meio escolar. Pais buscam recomendação de outros pais para matricularem seus filhos em instituições que ofereçam segurança, confiabilidade e um bom ensino. Portanto, é essencial que as escolas envolvam os pais no dia a dia da escola, mantenham com eles uma boa e próxima relação. Isso pode ser feito através de estratégias como:

  • Sistemas com acesso às notas dos alunos;
  • Convocações para reuniões e eventos que levem os pais para a escola;
  • Reuniões individuais e em grupo com certa recorrência, para tirar dúvidas, falar com os pais sobre a evolução do aluno, etc.
  • Dar acesso a folhetos informativos, conteúdos e outros materiais de interesse dos pais.

Com uma comunicação transparente e clara, os pais se sentirão melhor amparados e seguros de que a educação de seus filhos está em boas mãos. Isso se reflete em uma boa imagem para a escola e, consequentemente, se reverte em boas recomendações para os outros pais ou alunos.

Gostou de nossas dicas? Se ficou com alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários!

guia playground seguro

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente