avaliação física

Avaliação física: o primeiro passo para se relacionar bem com seu cliente

Pouco valorizada pelas academias, esta etapa é uma boa oportunidade de criar um diferencial em relação à concorrência e aproximar o seu aluno

Você sabia que a Avaliação Física bem feita pode ser usada como um diferencial de atendimento em sua academia?

A recente proliferação de academias no modelo Low Cost gerou uma nova necessidade para aquelas que desejam se manter na concorrência. Agora, elas precisam apresentar diferenciais que justifiquem a permanência dos seus alunos.

Superar expectativas dos seus potenciais e atuais clientes colocará sua academia um passo à frente das demais. Mas, para apresentar os resultados do seu serviço, você precisará conhecer os números e objetivos do seu cliente.

Nesse contexto, a Avaliação Física se mostra um excelente aliado, agregando valor ao serviço oferecido, e tornando seus pacotes mais atrativos.

Primeiro porque demonstra preocupação com um resultado positivo de quem treina, que chega a academia em busca de mudanças. Segundo porque poucas academias atentam para a avaliação da maneira que deveriam, negligenciando um indicador crucial na evolução do aluno e acompanhamento da sua saúde.

É a melhor forma de tangibilizar a dedicação e o sucesso do aluno!

Investir em um serviço exemplar, aliás, se tornou a melhor maneira de aumentar sua margem de lucro e atrair novos clientes.

Neste texto, explicaremos por que a Avaliação Física é de vital importância para o resultado do aluno e do seu negócio. Além disso, vamos falar no que ela consiste, suas etapas e suas finalidades.

Se tiver dúvidas ou sugestões, compartilhe conosco nos comentários. Boa leitura!

Avaliação física: para que serve?

A Avaliação Física é um processo que identifica o condicionamento físico do indivíduo. Ela aponta suas possíveis limitações e verifica se os objetivos traçados para cada período de treinamento foram alcançados.

Em uma boa Avaliação Física, são avaliados os seguintes aspectos:

  • Força e resistência: realizados teste de abdominal e de flexões de braços para verificar a resistência muscular destas áreas e possíveis pontos de dores que possam limitar a realização correta dos exercícios;
  • Capacidade cardiorrespiratória: pode ser realizado de maneira direta, através do teste físico. Ou de maneira indireta, calculada por fórmulas. Aqui, é determinada a frequência cardíaca máxima e todos os limites de treinamento. Também é verificada a pressão arterial durante o esforço e o nível de esforço muscular de membros inferiores;
  • Peso e Altura;
  • Medidas antropométricas: dobras cutâneas, percentual de gordura, peso de gordura, peso de massa muscular, peso ideal e índice de massa corporal (IMC), circunferências de membros superiores, tronco e membros inferiores; 
  • Postura: através de quatro posições, são analisados os desvios posturais que podem interferir no treinamento e na vida cotidiana da pessoa; 
  • Flexibilidade: são analisados os níveis de flexibilidade e amplitude articular das principais articulações e alongamento da musculatura; 
  • Teste de anamnese: levantamento de hábitos alimentares, doenças preexistentes, restrições médicas e medicamentos utilizados. Além de estilo de vida, histórico esportivo e pessoal e objetivos do praticante.

Em resumo: a Avaliação Física será a base de tudo o que o aluno pode e deve fazer, de acordo com seus objetivos. 

Esses dados coletados nessa avaliação serão fundamentais tanto para quem está começando quanto para quem regularmente realiza exercícios físicos. Especialistas recomendam uma nova avaliação a cada fim de ciclo, que é de 6 a 8 semanas.

Desta maneira, é possível avaliar e acompanhar a evolução física do aluno, cruzando essas informações com os objetivos traçados inicialmente. Outro objetivo neste momento será a elaboração do próximo programa de treinamento, levando em conta os resultados obtidos para estabelecer novas metas.

Leia também: Mercado Fitness 2018: ainda vale a pena apostar neste nicho?

 

Quem pode fazer uma Avaliação Física?

Uma boa avaliação exige um profissional capacitado e treinado para tal função. Em geral, alguém com formação em Educação Física. Isso porque os dados coletados e sua análise precisarão mostrar a real condição do avaliado.

Erros na escolha do protocolo ou na ação do avaliador trarão dados equivocados. Isso poderá resultar na elaboração de um plano de treinamento inadequado ao quadro atual.

Lembre-se também que nem sempre o que o aluno quer é o que ele precisa. Estabelecer foco, determinar datas e resultados fazem parte de uma rotina de treinamento organizada. Desta maneira, com certeza a rotina atenderá às expectativas desse aluno no final.

O Espaço para Avaliação Física

Se você é proprietário ou gestor de academia e pretende oferecer um espaço designado para Avaliação Física, deve estar atento à legislação.

De acordo o Art. 38 da Norma Regulamentadora de nº2 do Confef – Conselho Federal de Educação Física, ele deverá atender aos seguintes requisitos:

I – Possuir local específico com, no mínimo 7,5m² de área;

II – Ser dotada de mesa, cadeira ergonômica para o avaliador e cadeira para aluno/cliente;

III – Ter lavatório para as mãos, dotado com sabonete líquido, papel-toalha e lixeira com tampa acionada sem o auxílio manual;

IV – Possuir iluminação e ventilação satisfatórias;

V – Possuir maca para exame clínico;

VI – Parede e forro constituídos de material de fácil limpeza, liso, lavável e impermeável, de cor clara;

VII – Piso lavável, impermeável, de fácil limpeza e antiderrapante.

Quanto cobrar por uma Avaliação Física?

Diante de todas essas informações, você pode estar com dúvidas em relação ao valor a ser cobrado pela Avaliação Física. Essa é uma preocupação justa, já que envolve investimentos em equipamentos, tempo do profissional e conhecimento necessário para realizá-lo adequadamente.

De acordo com Ricardo Camargo, Proprietário da ELEVATOfit, MBA em Marketing e Gestão de Clientes e palestrante de cursos sobre avaliação física, o valor a ser cobrado por um serviço está atrelado a sua qualidade.

Embora não exista uma tabela específica para tal, vale considerar o valor que a academia dá para avaliação física. “Se a mesma proporciona uma sala decente, com ambiente adequado, investe em um avaliador físico capacitado, equipamentos novos, exige uma relação contínua da avaliação física com todos os departamentos da academia… Neste caso, pode cobrar tranquilamente um valor com retorno excelente para ambas as partes que nenhum aluno irá reclamar do preço. Ele verá valor na avaliação, e não uma forma de tirar dinheiro dele

E você? Tem dicas e sugestões sobre Avaliação Física? Compartilhe conosco!

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente